Marés Vivas 2019

Notícias

PALCO RTP COMÉDIA NO MEO MARÉS VIVAS DIA 22 DE JULHO

PALCO RTP COMÉDIA NO MEO MARÉS VIVAS DIA 22 DE JULHO

PALCO RTP COMÉDIA NO MEO MARÉS VIVAS

O Palco RTP COMÉDIA, palco da RTP, televisão oficial do MEO Marés Vivas, está de regresso ao Cabedelo com um cartaz incrível que promete, pelo terceiro ano consecutivo, deixar o público a rir. João Seabra, Fernando Rocha e Alexandre Santos são alguns dos nomes que irão subir ao Palco RTP COMÉDIA no MEO Marés Vivas a 20, 21 e 22 de Julho.

Palco RTP COMÉDIA, dia 22 de Julho – ALEXANDRE SANTOS - um dos humoristas do momento! Sendo um dos comediantes mais vistos do Youtube, com mais de 420 000 seguidores, 250 000 no Facebook e 125 000 no Instagram. Alexandre Santos é, de facto, um verdadeiro fenómeno das redes sociais que começou a dar os primeiros passos na televisão com o programa “Pancas da Semana”, na TVI, estando mais recentemente associado a programas como “Biggest Deal”, “A Tua Cara Não Me É Estranha” e “Late Night Secret”. Editou recentemente o livro “O Que Vai Na Cabeça De Um Guna” e os seus vídeos e sketches humorísticos atingem milhões de visualizações mas é em palco que o Alexandre se sente em casa.

O Palco RTP COMÉDIA tem espaço ainda para receber Bruno Matias que embora às vezes lhe chamam Rancoroso, Racista e Rude é nesses momentos que fica de coração cheio. Afinal de contas, tem algo em comum com a gestão ambiental: Política dos 3 R’s. Não gosta de calor porque atrai melgas e depois fica com borbulhas. As pessoas costumam dizer “Ah e tal, contra as melgas a melhor coisa é pôr creme”. Tudo não passa de mentiras, em 22 anos de vida nunca conseguiu apanhar uma melga para lhe pôr creme.

E para terminar, o Palco RTP COMÉDIA recebe ainda Beatriz Magano. Raramente lhe chamam Beatriz e raramente lhe chamam Magano, dizem que é um nome estranho e difícil. Difícil? Difícil, é dizer: Esternocleidomastoideo. Isso sim é difícil. Um novo valor da Stand Up Comedy e no feminino.

Nos dias 21 e 22 de Julho o Palco RTP Comédia recebe ainda Emanuel Moura, um fadista como poucos existem. Historiador de formação, nunca se dedicou verdadeiramente à História. Nasceu com o dom de grande comunicador e é senhor de um sentido de humor muito especial. Também ele letrista, agarra-se ao fado mais tradicional e castiço e dá-lhe o seu toque irreverente e bem disposto. Em 2015 inicia a gravação do seu primeiro trabalho discográfico intitulado “Fado mal criado”. Um conjunto de fados tradicionais quase desaparecidos da nossa memória coletiva e duas letras originais adaptadas. Em 2018 lançou o seu segundo trabalho discográfico “Fado mal criado II”. Emanuel Moura conta com várias presenças na TV, nomeadamente, na SIC, RTP e CMTV.