Marés Vivas 2017

Cartaz 2017

Souls of Fire

Contar a história dos Souls of Fire representa uma viagem sonora aos últimos 15 anos da música portuguesa. Com a timidez natural da idade, aconteceram os primeiros encontros, corria o ano de 2000, mas a vontade e o desejo de algo maior materializaram-se e de uma brincadeira de amigos que tinham em comum a paixão à praia, ao surf e às Jam sessions improvisadas se fez o colectivo que tem hoje no currículo salas cheias de Norte a Sul do país.

Seguiram-se anos de experimentação e muitas atuações em palcos nacionais que viriam a provocar um amadurecimento dos músicos de Souls of Fire e também da própria banda como um todo. Surge assim, em 2006, o primeiro longa duração editado sob o título “Comunicar”. O disco merece excelentes críticas da imprensa especializada, nomeadamente da BLITZ que caracteriza este LP como “a transposição da festa que incendiou Portugal de lés a lés com concertos efusivos”.

Mas a história estava longe de terminar e três anos mais tarde chega às prateleiras “Subentender”, o segundo disco da banda de Leça da Palmeira, que vinha confirmar os Souls of Fire como uma banda a não perder de vista pela mensagem positiva das suas letras e o carácter festivo das suas prestações ao vivo. O último álbum remonta ao ano de 2012 e tem o carimbo da NOS Discos. “Pontas soltas”, assim se chama, marca o ritmo jamaicano que corre nas veias destes oito magníficos cuja energia e comunicação com o público são verdadeiramente contagiantes.

Com três discos na algibeira bateram todos os cantos do país, com concertos arrebatadores, tendo ainda sido convidados para as primeiras partes de nomes internacionais de grande peso na cena reggae e dub internacional. É o caso dos inconfundíveis The Wailers que acompanharam em palco o nome maior do movimento – Bob Marley –, bem como de Alpha Blondy, Groundation, Ponto de Equilíbrio, Soja, Marcelo D2, Gentleman, Natirus, Dub Inc ou Skatalites só para citar alguns.

Ainda no rescaldo da celebração dos 15 anos de atividade, os Souls of Fire encontram-se atualmente em estúdio a gravar temas novos que serão brevemente apresentados ao público e que virão a fazer parte do seu quarto disco de originais. Sem perder a matriz reggae, mas aproximando-se da musicalidade dos cantautores portugueses, os Souls of Fire estão a refrescar a sua sonoridade e prometem muitas novidades para este ano.

A formação de banda é composta por Diogo “Gigs” Oliveira, Rodolfo “Ratus” Neves e Diogo Brito e Faro nas vozes, sendo que este último toca também guitarra, Romano Rafael que juntamente com o Ratus assume as percussões, Miguel Campos nos teclados, Tomás Marques no baixo, Márcio Silva na bateria e Nuno Melo na guitarra.

http://www.soulsoffire.pt/

https://www.facebook.com/soulsoffire

https://instagram.com/soulsoffire

https://www.youtube.com/soulsoffirereggae

https://soundcloud.com/soulsoffire

https://twitter.com/souls_of_fire